• Pilates Ponto Norte

10 dicas para ajudar você a controlar o estresse

Em dias estressantes, você pensa em comer chocolate, fazer um brigadeiro ou qualquer outra coisa doce que faça com que você se sinta “melhor”. A sensação pode até ser boa enquanto você come, mas para o seu corpo...


O estresse é um problema emocional, mas muitas vezes afeta, e muito, a parte física também. A longo prazo podem surgir doenças como depressão, diabetes, pressão alta, além de incômodos diários como dores de cabeça, dores nas costas, insônia, enjoos, ansiedade, raiva.


Mas se esparramar no sofá e se encher de açúcar não é a solução. Em vez disso, você pode tentar algo diferente.


Apenas levante-se e movimente-se. Você vai ver que essa pode ser uma forma poderosa de reduzir o estresse, em especial atividades que incentivem a mente e o corpo a trabalharem juntos.


Aqui está uma lista de 10 coisas que você pode começar a fazer para se livrar do estresse crônico. Como tudo na vida, isso exigirá prática e consistência. Mas você não precisa começar mudando tudo. Comece devagar e veja o que é mais fácil para você.


Lembre-se de que o objetivo é aliviar o estresse. Nada da lista deve ser motivo de tensão para você.


1. Respiração


A boa respiração ajuda a controlar melhor os movimentos não só na prática dos exercícios, mas também no dia a dia. Respirar e inspirar corretamente ajuda no relaxamento muscular, evitando qualquer estresse desnecessário. Ao inspirar dirigimos oxigênio até os pulmões e com isso realizamos uma oxigenação eficaz de cada uma das células através da corrente sanguínea.


2. Exercícios


Quando você está um pouco estressado, o exercício é uma ótima maneira de mandar o estresse embora. Mas cuidado com exercícios intensos ou repetições excessivas. O estresse crônico não combina tanto com essa intensidade. Quando você estiver sobrecarregada e completamente esgotada, opte por exercícios de baixa intensidade e baixo impacto, só assim você vai alcançar a sensação de relaxamento.


3. Pilates


O Pilates, por exemplo, com seu foco igual no fortalecimento e no alongamento dos músculos, cria uma harmonia física que simplesmente não permite que o estresse tome conta da mente e do corpo tão facilmente. A respiração e os exercícios trazem você para o momento atual, sem permitir que sua mente fique presa às questões do dia a dia. Além disso, o Pilates ajuda a reduzir as dores nas costas e no pescoço, que são também efeitos colaterais do estresse.


4. Alimentos


O que você come afeta o seu estado mental mais do que você imagina. Reduzir o açúcar, os laticínios e evitar comer alimentos inflamatórios, como fast food e alimentos embalados e processados, optando por mais vegetais, vai ser o seu melhor remédio. Mesmo que o seu estresse esteja no auge, resista ao comer emocional.


5. Limites


Talvez seja a opção mais difícil da lista, mas... comece a dizer mais “não”. Pare de assumir projetos extras para os quais você sabe que não tem tempo ou energia e não se sinta mal se tiver que dizer para alguém que não pode fazer algo. Faça somente o que estiver ao seu alcance ou aquilo que não deixe você ansiosa(o) ou em dificuldades. Sua saúde mental é o mais importante.


6. Sono


O seu corpo usa o sono para restaurar e curar o seu corpo e a sua mente. Sem esse tempo, a recuperação do estresse é muito mais difícil. Se você precisa dormir, durma. Evite deixar o celular ligado. De preferência, deixe-o longe do seu local de descanso. Assim você evita que o seu sono seja interrompido, o que só vai aumentar a sensação de desgaste.


7. Descanso


Tenha em mente que descansar é sempre necessário. Isso está bem longe de ser preguiça. Leve o descanso a sério, pois é exatamente quando a mente pensa melhor e encontra melhores soluções. Você pode também optar por um tratamento facial, ler um livro, dar um passeio, brincar com o seu animal de estimação, tomar uma xícara de chá. Simplesmente reserve um tempo para o que lhe traz paz e relaxamento.



8. Comunicação


Não há nada como ser ouvido de verdade, isso se torna ainda mais importante quando o estresse e a pressão aumentam. Não importa se é com a(o) amiga(o), parceiro(a) ou terapeuta, encontre alguém com quem você possa conversar quando sentir necessidade de falar. Experimente e perceba o alívio que sentirá quando terminar.


9. Medicamentos


Se você não está em tratamento com médico ou especialista, então fique longe de antidepressivos e outros medicamentos para alívio de problemas emocionais. Isso pode causar reações adversas como diminuição dos batimentos cardíacos e aumento da pressão arterial e até problemas mais graves que podem levar a internações por intoxicação e à morte. Lembre-se de que somente um profissional saberá dizer se você realmente precisa de medicamento e, caso precise, qual o mais adequado.


10. Pensamento


Procure superar o diálogo negativo com os outros e especialmente com você, e isso não significa ignorar as situações menos agradáveis ​​da vida e sim acreditar que o melhor vai acontecer, não o pior. O pensamento positivo é uma parte fundamental do gerenciamento eficaz do estresse, que está associado a benefícios como melhor saúde cardiovascular, níveis mais baixos de angústia, maior resistência ao resfriado comum, melhor bem-estar psicológico e físico e melhores habilidades de enfrentamento durante dificuldades e momentos de estresse.



11 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Nosso Blog

Neste espaço você vai ficar por dentro de novidades sobre o método Pilates, além de informações importantes e tirar dúvidas sobre
a prática de Pilates