• Pilates Ponto Norte

Como Pilates pode ajudar pessoas com depressão



Para algumas pessoas, às vezes a vida pode parecer pesada demais. Quando essa sensação surge, há a tendência de achar que tudo está indo mal e que já não há controle de nada mais, nem de si mesmo. Em certos casos, essa sensação esmagadora é tão intensa que pode levar a pessoa a ter pensamentos e hábitos destrutivos.

A depressão, distúrbio do humor que leva à persistente sensação de tristeza e perda de interesse, é a quarta principal causa de incapacitação em todo o mundo. Trata-se de um problema silencioso. Não há exames que possam diagnosticá-lo, e sintomas como apatia, baixa autoestima, falta de concentração, fadiga, mudança de humor e outros podem ser confundidos com tristeza normal, desânimo e até um simples cansaço.

De acordo com dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), referentes a 2015, 322 milhões de pessoas no mundo estão deprimidas e, segundo projeções da Organização, em 2030 a depressão será o mal mais prevalente do planeta, ultrapassando o câncer e algumas doenças infecciosas. Só no Brasil, o problema afeta um total de 11,5 milhões de brasileiros, sendo o país com maior prevalência de depressão da América Latina e o segundo com maior prevalência nas Américas, ficando atrás somente dos Estados Unidos.

Não à depressão com Pilates

Já não é novidade que fazer exercícios traz grandes benefícios às pessoas em geral. Mas o que poucos sabem é que também promove efeitos positivos em quem sofre com a depressão. Uma das atividades mais eficientes, e que felizmente muitos estão descobrindo, é o Pilates.

Além de ser de baixo impacto, o que já amplia a possibilidade de ser praticado pela maioria das pessoas, o Pilates tem também como foco principal a respiração. Com isso, durante as aulas o aluno aprende a controlar não só os movimentos do corpo como a se concentrar no processo de inspiração e expiração. Os exercícios, combinados com essa respiração controlada e atenção à postura, ajudam a desenvolver a resistência e a flexibilidade, a manter o equilíbrio e a estabilizar a coluna vertebral, tudo ao mesmo tempo, guiando a mente apenas para a prática do Pilates.

Isso porque o aluno não está focado em aguentar os últimos cinco minutos de uma corrida excessiva ou sofrendo com a carga que precisa levantar, por exemplo. No Pilates, os exercícios devem ser realizados com excelência, sem pressa ou exagero nos movimentos. Assim, ao mesmo tempo que seus músculos ganham força, você também estará se livrando da tensão muscular, o que permite alcançar um estado de relaxamento.


Controle do corpo, da mente e da sua vida

A prática do Pilates é, também, uma ferramenta para controlar a mente e, sem dúvida, um modo agradável de se lutar contra a depressão. Principalmente por ser uma atividade que requer muito foco. E se você pode controlar o seu corpo e sua mente, por que não retomar o controle de sua vida novamente?

Esta é, aliás, a principal característica em casos de depressão, visto que muitos especialistas afirmam que a maior parte das pessoas deprimidas reclamam que estão perdendo o controle de suas vidas. Com Pilates, há uma pausa mental e emocional do estresse diário. Ao dedicar-se à prática, concentrando-se no detalhe, na forma e na execução de cada exercício, as pessoas que chegam ao estúdio tensas e desanimadas acabam respondendo de maneira extremamente positiva.

Embora não seja possível afirmar que uma pessoa possa se ver livre da depressão com a prática do Pilates, pelo menos é possível ver os resultados dessa prática. Ao ver o que próprio corpo é capaz de realizar, por meio de movimentos às vezes complexos, mas também saudáveis, ativos e elegantes, restaura-se a crença no que se pode alcançar. Além disso, uma autoimagem saudável é mais do que positiva e enormemente capacitadora.

Fugindo das estatísticas

Se você faz parte das estatísticas, ou seja, está entre aqueles que sofrem de depressão, considere conhecer o método Pilates.

No Pilates Ponto Norte, alguns alunos que chegaram indicados por psicólogos e psicoterapeutas, devido a problemas de depressão e ansiedade, hoje desfrutam não só dos benefícios do método como também da sensação de bem-estar, de ter recuperado a autoestima e sentir-se capaz de tomar as rédeas de sua própria vida.

São pessoas que entenderam o que Joseph Pilates, idealizador do método, descobrira há quase um século: “Hábitos incorretos são responsáveis pela maioria de nossas doenças, se não por todas elas.”

#depressão #bemestar

13 visualizações
Faça uma visita ao nosso studio

Avenida Dom Helder Câmara 5.644 - Sl. 1017

Cachambi, Rio de Janeiro-RJ

contato@pilatespontonorte.com.br

Tel.: 21 3046-3025

Para que você conheça melhor o nosso trabalho, na aula experimental fazemos um programa específico para cada aluno, numa série introdutória com 40 minutos de duração.

@2017. Todos os direitos reservados.

+55 21 97378-6398

ALONGAMENTO - TRATAMENTO DE DORES CRÔNICAS - FORTALECIMENTO MUSCULAR - MELHORA DA POSTURA E DA OSTEOPOROSE COM AUMENTO DA DENSIDADE ÓSSEA