• Pilates Ponto Norte

Homens de verdade fazem Pilates?


Não há nada desqualificante em ser forte e ‘flexível’.


Frequentemente vemos nas academias e na praia aquele tipo de peitorais desenvolvidos, bíceps enormes, sem pescoço e de pernas finas. De outro lado, e menos visado, está o oposto, ou seja, o homem levemente emoldurado, que parece totalmente desprovido de massa muscular. E qual dos tipos acima é mais provável que você encontre em uma aula de Pilates? Na verdade, nenhum deles ou ambos. Apesar de parecer surpreendente a afirmação, cada vez mais homens estão se matriculando em aulas de Pilates. Além disso, praticantes e profissionais que trabalham com o método estão ansiosos para convidar mais homens a experimentar os benefícios, sob os incontestáveis argumentos de que é preciso melhorar a postura, a força do núcleo, o tônus muscular e a flexibilidade para construir corpos realmente mais fortes. Fisioterapeutas que trabalham com Pilates vêm procurando dissipar a antiga percepção de que “criar músculos” é o que demonstra força. Por isso, o principal alvo são homens que pegam pesado e sequer percebem que estão perdendo uma série de benefícios que complementam perfeitamente a malhação. Tão forte quanto uma sessão de musculação Em vários estúdios, como no Pilates Ponto Norte, é possível encontrar estampadas nas paredes as citações do próprio Joseph Pilates, tais como: “Sem o Pilates, a trindade única de um equilíbrio do corpo, mente e espírito jamais poderá ser alcançada.” E a mais audaciosa: “Em 10 sessões, você vai sentir a diferença. Em 20, vai ver a diferença. E em 30, você vai ter um corpo novo em folha.” São afirmações ousadas e reforçadas pelos instrutores de Pilates, que recebem alunos que têm ou tiveram dor crônica ou lesões que afetaram seus movimentos e sua qualidade de vida, impedindo-os de continuar com a prática de alguns esportes ou atividades. No entanto, dedicar-se regularmente ao método não só torna o corpo mais forte como ajuda a pessoa a ter mais equilíbrio e a se movimentar melhor. Tanto é assim que já há alguns anos o Pilates tem sido aplicado como parte do tratamento de bailarinos e atletas. Muitos chegam com lesões antigas e saem mais fortes e sem dores, podendo, em muitos casos, retornar as suas funções. Coisa de homem Outro bônus, para os obcecados por academias que ainda não se convenceram, seria o fortalecimento também das pernas. Os exercícios de Pilates envolvem todo o corpo, de modo que não é necessário malhar só peitoral, braços, barriga ou pernas. Numa única aula, toda a musculatura será exercitada. Mas será mesmo que os ratos de academia virão para o lado “suave”? Suave ou fraco demais talvez seja a alegação de muitos para não fazerem Pilates. Vale lembrar, porém, que o método foi criado por um homem, Joseph Pilates, que se dedicava à prática de mergulho, ginástica, boxe e artes marciais, ou seja, atividades cujos componentes, como o enfoque oriental de respiração, serviram de inspiração para os exercícios do Pilates e que não são nada suaves. Quando o assunto é saúde, uma das coisas mais másculas que um homem pode fazer é sacrificar seu próprio senso de masculinidade em prol do seu bem-estar, o que não significa ser diferente do que ele é. O Pilates não é pouco viril, mas, mesmo se fosse, todo homem deveria conhecer seus benefícios.

Leia também: Por que mais homens não fazem Pilates?

#pilatesparahomens

5 visualizações
Faça uma visita ao nosso studio

Avenida Dom Helder Câmara 5.644 - Sl. 1017

Cachambi, Rio de Janeiro-RJ

contato@pilatespontonorte.com.br

Tel.: 21 3046-3025

Para que você conheça melhor o nosso trabalho, na aula experimental fazemos um programa específico para cada aluno, numa série introdutória com 40 minutos de duração.

@2017. Todos os direitos reservados.

+55 21 97378-6398

ALONGAMENTO - TRATAMENTO DE DORES CRÔNICAS - FORTALECIMENTO MUSCULAR - MELHORA DA POSTURA E DA OSTEOPOROSE COM AUMENTO DA DENSIDADE ÓSSEA