• Pilates Ponto Norte

Descubra os benefícios do Pilates para a Terceira Idade


À medida que a população idosa cresce, o interesse em manter e melhorar a qualidade de vida com atividades físicas se expande rapidamente. Para muitos, no entanto, o envelhecimento chega com limitações físicas e problemas de saúde.


O Pilates é uma ferramenta poderosa para combater os efeitos do processo de envelhecimento, mas deve ser ensinado e praticado de forma segura.


A seguir você vai saber um pouco mais sobre como os instrutores desenvolvem o trabalho antes e durante as aulas e, o mais importante, ver que todos atuam não só em prol do bem-estar como também da segurança.


Biomecânica e Fisiologia


Além dos conhecimentos básicos de anatomia, os requisitos mais importantes para o Instrutor que já atua ou vai atuar com idosos incluem uma sólida compreensão da biomecânica e fisiologia. Ao trabalhar com um cliente mais velho, é importante saber o que acontece durante o processo de envelhecimento e como isso pode comprometer a forma como o corpo se move, bem como as articulações. Além disso, com o tempo as pessoas tem mais dificuldade de mobilidade devido a alterações fisiológicas.


Embora haja inúmeras variáveis ​​ao aplicar o método Pilates para a população idosa, tais como idade, nível de aptidão, estilo de vida, consciência corporal, e outras, os instrutores começam o trabalho do mesmo modo que para qualquer outra idade, ou seja, avaliando as necessidades e os objetivos do aluno.


No entanto, quando se trabalha com uma pessoa fisicamente desafiada, o Instrutor vai começar com exercícios mais simples para mobilizar as articulações e só em seguida trabalhar para estabilizar e fortalecer o aluno. Isso porque é preciso saber o que é possível fazer, quais movimentos ele é capaz de realizar.


Mas o que é Biomecânica e Fisiologia?


Vamos entender melhor como funciona a Biomecânica e a Fisiologia e por que são importantes durante qualquer tipo de atividade física.


A Biomecânica é o estudo do movimento humano, por meio da qual é possível “examinar” o corpo humano e seus movimentos, baseando-se nas leis, princípios e métodos mecânicos e em conhecimentos de anatomia e fisiologia.


Importante ressaltar, conforme escreveu o doutor em Biomecânica Júlio Cerca Serrão, no Portal da Educação Física, que a Biomecânica não pretende classificar os exercícios em “bons” e “maus”, ela apenas capacita o instrutor a fazer isso, buscando as melhores estratégias para cada aluno.


Além disso, o doutor Júlio Serrão acrescenta que a Biomecânica ainda ajuda a entender e a controlar a sobrecarga gerada em decorrência da prática de exercícios, o que é fundamental para evitar lesões e, consequentemente, tornar o exercício não só eficiente como também seguro.


Já a Fisiologia é o ramo da ciência que se preocupa com o estudo do funcionamento e equilíbrio do corpo humano.


Para o fisioterapeuta ou educador físico será importante a fisiologia que leva em conta a atividade física, isto é, a que estuda os músculos envolvidos nos movimentos, os hormônios liberados, o estado emocional da pessoa, a ativação neuromuscular e uma série de mecanismos que são ativados no organismo durante os exercícios.


Por meio da observação das alterações fisiológicas é que o instrutor vai analisar as respostas, ou seja, os ajustes imediatos que precisam ser feitos no momento em que se pratica determinada atividade, e também realizar as adaptações necessárias de modo a potencializar os ganhos de condicionamento e diminuir os riscos de incidência de lesões.


Segurança, confiança e conforto

Os aparelhos desenvolvidos por Joseph Pilates para a prática de Pilates são adaptáveis e totalmente seguros também para serem utilizados por quem já está na terceira idade. Entretanto, o aluno sempre terá o instrutor a seu lado para apoiá-lo diante de qualquer dificuldade.


Além do mais, vale ressaltar que o método Pilates é sempre personalizado, com isso cada pessoa, qualquer que seja a idade e condição física, terá um programa desenvolvido especificamente para ela.


Outro aspecto importante é confiança. No Pilates Ponto Norte, por exemplo, os alunos idosos conversam, tiram dúvidas e recebem orientação antes mesmo de iniciar a prática, desenvolvendo uma relação de confiança e eliminando a possibilidade de qualquer medo. Aliás, quando há desconforto, há medo; e quando há medo surgem tensões e disfunções no corpo, o que dificulta a execução dos exercícios.


Vale dizer também que a avaliação do aluno em idade avançada não cessa. É no dia a dia, mediante a observação, que o instrutor vai conhecer as potenciais contraindicações de exercícios e procurar, por exemplo, ensinar técnicas adequadas para entrar e sair de equipamentos.


Aliado a tudo isso, há ainda o conforto de se sentir cuidado, pois o instrutor precisa saber o que acontece a cada movimento e por isso vai manter um diálogo constante, perguntando como o aluno está se sentindo ao longo da aula, avaliando o nível de energia, o estado de espírito.


Afinal, o bem-estar geral é sempre parte integrante da prática de Pilates com segurança.



661 visualizações

Nosso Blog

Neste espaço você vai ficar por dentro de novidades sobre o método Pilates, além de informações importantes e tirar dúvidas sobre
a prática de Pilates
Faça uma visita ao nosso studio

Avenida Dom Helder Câmara 5.644 - Sl. 1017

Cachambi, Rio de Janeiro-RJ

contato@pilatespontonorte.com.br

Tel.: 21 3046-3025

Para que você conheça melhor o nosso trabalho, na aula experimental fazemos um programa específico para cada aluno, numa série introdutória com 40 minutos de duração.

@2017. Todos os direitos reservados.

+55 21 97378-6398

ALONGAMENTO - TRATAMENTO DE DORES CRÔNICAS - FORTALECIMENTO MUSCULAR - MELHORA DA POSTURA E DA OSTEOPOROSE COM AUMENTO DA DENSIDADE ÓSSEA